Saiba tudo sobre a Libertadores da América

Descubra tudo sobre o torneio de clubes mais importante da América do Sul.

Se existe uma taça almejada por todos os times sul-americanos, essa taça é a da Libertadores da América. Torneio de clubes mais importante do continente americano, a Libertadores da América acontece desde 1960 de forma ininterrupta, sendo, inegavelmente, uma das competições mais populares e longevas do mundo. 

Neste artigo, você encontra tudo sobre este torneio que é sonho de consumo de todos os times do continente. 

O que é a CONMEBOL Libertadores da América?

A Libertadores da América é, acima de tudo, o torneio continental de clubes mais importantes do continente americano. Extremamente prestigiado, a competição reúne os principais e mais tradicionais clubes sul-americanos, que duelam em jogos emocionantes pelo direito de erguer sua taça. 

Antes de tudo, é preciso salientar que, em nível de clubes, a Libertadores é a segunda competição mais importante do mundo, só perdendo em importância para a Liga dos Campeões da Europa, competição cujo formato é semelhante.

Taça da Libertadores da América.

História da Libertadores da América

A CONMEBOL Libertadores começou a ser disputada oficialmente em 1960, porém a sua origem remonta a 1948, quando o clube chileno Colo-Colo e a CONMEBOL organizaram o Campeonato Sul-Americano de Clubes Campeões, que reuniu os vencedores de grandes campeonatos de cada país no ano anterior: River Plate (campeão argentino), Colo-Colo (campeão chileno), Nacional (campeão uruguaio), Deportivo Litoral (vencedor do Campeonato de La Paz da Bolívia) e Vasco da Gama (campeão carioca). Além disso, o torneio também contou com a participação do vice-campeão peruano, o Deportivo Municipal, e do Emelec, do Equador, que entrou como convidado. 

O campeonato foi disputado em formato de fase única, em que todos os times se enfrentaram. O Vasco da Gama foi o grande campeão, terminando o torneio de forma invicta. No entanto, o título hoje não conta como mais uma Libertadores para o time carioca.

Com efeito, o Campeonato Sul-Americano de Campeões é considerado o precursor da Libertadores da América, já que foi a primeira vez que as melhores equipes do continente foram reunidas para duelar pelo título de melhor time da América do Sul. 

Já a Libertadores que conhecemos surgiu em 1960, ainda com o nome de Copa dos Campeões e com formato semelhante ao torneio anterior, realizado em 1948, reunindo os campeões nacionais de sete países sul-americanos: 

  • Argentina: San Lorenzo
  • Bolívia: Jorge Wilstermann
  • Brasil: Bahia
  • Chile: Universidad de Chile
  • Colômbia: Millonarios
  • Paraguai: Olimpia
  • Uruguai: Peñarol

A partir de 1965, a competição passa a se chamar Copa Libertadores da América, em homenagem aos líderes dos movimentos de independência dos países da América Latina, como Simon Bolívar e José Bonifácio de Andrada e Silva. Além disso, deste ano em diante a Libertadores ampliou o número de participantes, admitindo vice-campeões e campeões das copas nacionais. 

Outro ponto importante da Libertadores é o fato da competição credenciar o seu vencedor a participar do Mundial de Clubes da FIFA, torneio que reúne os campeões de cada continente para definir o melhor time do mundo. Porém, embora os times sul-americanos tenham historicamente bons resultados no Mundial, nenhum time do continente vence a competição desde 2012, quando o Corinthians venceu o Chelsea.

Todos os campeões da CONMEBOL Libertadores

Até 2023, ao longo de suas 63 edições, 25 equipes se sagraram campeãs da Libertadores. Só para ilustrar, a Champions League coroou 22 campeões em 68 edições, o que dá a ideia da competitividade da competição sul-americana. Abaixo, você confere a lista de todos os times que conseguiram marcar o seu nome na história da maior competição interclubes do continente.

7 títulos

🇦🇷 Independiente (1964, 1965, 1972, 1973, 1974, 1975 e 1984).

6 títulos

🇦🇷 Boca Juniors (1977, 1978, 2000, 2001, 2003 e 2007).

5 títulos

🇺🇾 Peñarol (1960, 1961, 1966, 1982 e 1987).

4 títulos

🇦🇷 River Plate (1986, 1996, 2015 e 2018);

🇦🇷 Estudiantes (1968, 1969, 1970 e 2009).

3 títulos

🇧🇷 Flamengo (1981, 2019 e 2022);

🇧🇷 Palmeiras (1999, 2020 e 2021);

🇧🇷 Grêmio (1983, 1995 e 2017);

🇧🇷 Santos (1962, 1963 e 2011);

🇧🇷 São Paulo (1992, 1993 e 2005);

🇵🇾 Olimpia (1979, 1990 e 2002);

🇺🇾 Nacional (1971, 1980 e 1988).

2 títulos

🇨🇴 Atlético Nacional (1989 e 2016);

🇧🇷 Internacional (2006 e 2010);

🇧🇷 Cruzeiro (1976 e 1997).

1 título

🇦🇷 San Lorenzo (2014);

🇧🇷 Atlético Mineiro (2013);

🇧🇷 Corinthians (2012);

🇪🇨 LDU (2008);

🇨🇴 Once Caldas (2004);

🇧🇷 Vasco da Gama (1998);

🇦🇷 Vélez Sarsfield (1994);

🇨🇱 Colo-Colo (1991);

🇦🇷 Argentinos Juniors (1985);

🇦🇷 Racing (1967).

Campeões invictos da Libertadores da América

Por ser um torneio extremamente difícil e competitivo, é raro um time conseguir ser campeão da Libertadores da América de forma invicta. Ainda assim, sete times conseguiram alcançar este feito, em oito oportunidades. Confira: 

1960

🇺🇾 Peñarol – 3 vitórias e 4 empates

1963

🇧🇷 Santos – 3 vitórias e 1 empate

1964

🇦🇷 Independiente – 5 vitórias e 1 empates

1969

🇦🇷 Estudiantes – 3 vitórias e 1 empate

1970

🇦🇷 Estudiantes – 4 vitórias

1978

🇦🇷 Boca Juniors – 4 vitórias e 2 empates

2012

🇧🇷 Corinthians – 8 vitórias e 6 empates

2022

🇧🇷 Flamengo – 12 vitórias e 1 empate

Apesar do Vasco da Gama ter sido campeão invicto da Copa dos Campeões, a equipe não entra nesta lista pelo fato da competição ser anterior à Libertadores. Ainda assim, é necessário reforçar a importância da vitória cruzmaltina, que possibilitou, sobretudo, a abertura de portas dos times brasileiros em competições internacioanais.

Campeões da Libertadores por país

Ao longo dos seus mais de 60 anos de existência, a Libertadores já contou com times de onze países diferentes. Apesar disso, apenas sete nações conseguiram colocar ao menos um time no lugar mais alto do pódio. Confira a lista abaixo com o ranking de países que mais venceram a competição: 

  1. 🇦🇷 Argentina – 25 títulos
  2. 🇧🇷 Brasil – 22 títulos
  3. 🇺🇾 Uruguai – 8 títulos
  4. 🇨🇴 Colômbia – 3 títulos
  5. 🇵🇾 Paraguai – 3 títulos
  6. 🇨🇱 Chile – 1 título
  7. 🇪🇨 Equador – 1 título

Maiores artilheiros da Libertadores da América

Albert Spencer, maior artilheiro da história da Copa Libertadores.

A Libertadores da América é um torneio bastante tradicional. Com mais de meio século de vida, a competição já teve diversos craques que cansaram de marcar gols nela. Veja a lista dos jogadores que mais vezes balançaram as redes do principal torneio de clubes sul-americano. 

  1. Alberto Spencer 🇪🇨 – 54 gols
  2. Fernando Morena 🇺🇾 –  37 gols
  3. Pedro Rocha 🇺🇾 – 37 gols
  4. Daniel Ortega 🇦🇷 e Gabigol 🇧🇷 – 31 gols
  5. Júlio Morales 🇺🇾 – 30 gols
  6. Antony de Ávila 🇨🇴, Juan Carlos Sarnari 🇦🇷 e Luizão 🇧🇷 – 29 gols 
  7. Luis Artime 🇦🇷 – 28 gols

Brasileiros com mais gols na Libertadores da América

Gabigol, maior artilheiro brasileiro na história da Libertadores da América.

O Brasil, um dos países mais fortes da Libertadores, também já teve uma série de craques anotando gols continente afora na competição. Confira a lista de atletas tupiniquins que mais vezes fizeram gols. 

  1. Gabigol – 31 gols
  2. Luizão – 29 gols
  3. Fred e Palhinha – 25 gols
  4. Célio Taveira – 22 gols
  5. Jairzinho – 21 gols
  6. Bruno Henrique e Rony – 20 gols
  7. Guilherme, Ricardo Oliveira e Pedro – 19

Jogadores com mais títulos da Copa Libertadores

Nunca é fácil ganhar uma competição tão dura quanto a Libertadores da América. Apesar disso, alguns atletas se destacaram ao vencer o campeonato uma quantidade enorme de vezes. Descubra abaixo os maiores campeões da história da Libertadores.

6 títulos

Francisco Sá, ou Pancho Sá, o maior vencedor na história da competição sul-americana.

O maior vencedor da história da Libertadores é Francisco Sá, zagueiro argentino que ficou 6 vezes com a taça: 4 vezes com o Independiente e 2 com o Boca Juniors.

5 títulos

Dois jogadores dividem juntos o segundo lugar deste pódio: Ricardo Pavoni, zagueiro uruguaio, e Ricardo Bochini, meio campista argentino, ambos pentacampeões com o Independiente.

4 títulos

Três jogadores conquistaram a Libertadores da América em quatro oportunidades. São eles: o volante argentino Sebastian Battaglia e o lateral-direito Hugo Ibarra, que foram tetracampeões com o Boca, e o goleiro Abbondanzieri, que venceu três títulos também com o time xeneize e uma vez com o Internacional.

Técnicos com mais títulos na Libertadores da América

Carlos Bianchi, técnico mais vencedor da Libertadores da América.

Grandes técnicos já levantaram a taça mais gloriosa da América do Sul, e alguns mais de uma vez. É o caso do argentino Carlos Bianchi, tetracampeão da Libertadores (1x com Vélez Sarsfield e 3x Boca Juniors) e isoladamente o maior campeão.

Osvaldo Zubeldía, outro argentino, ocupa o segundo lugar da lista, com 3 títulos pelo Independiente. 

Outros 12 técnicos conquistaram a Libertadores da América duas vezes. São eles: 

🇺🇾 Roberto Scarone

🇧🇷 Lula

🇦🇷 Manuel Giúdice

🇦🇷 Pedro Dellacha

🇦🇷 Juan Carlos Lorenzo

🇺🇾 Luis Cubilla

🇧🇷 Telê Santana

🇧🇷 Luiz Felipe Scolari

🇧🇷 Paulo Autuori 

🇦🇷 Edgardo Bauza 

🇦🇷 Marcelo Gallardo

🇵🇹 Abel Ferreira

Mais partidas jogadas na Libertadores da América

Éver Almeida, jogador com mais partidas na competição.

Jogar a CONMEBOL Libertadores é a glória para todos os desportistas da América do Sul. Estar no ranking dos jogadores que mais disputaram partidas, então, é uma conquista para poucos. Confira a lista dos jogadores que mais vezes entraram em campo na Liberta:

🇵🇾 Éver Almeida – 113 partidas

🇵🇾 Sergio Aquino – 107 partidas

🇧🇴 Vladimir Soria – 96 partidas

🇦🇷 Andrés D’Alessandro – 95 partidas

🇨🇴 Anthony de Ávila – 94 partidas

Participação do México na Libertadores da América

Embora a Libertadores da América seja uma competição entre clubes da América do Sul, participantes da CONMEBOL, clubes do México participaram de competições sul-americanas entre os anos de 1998 e 2016. 

Ainda que tenham elevado o nível da competição, os times mexicanos nunca chegaram a ganhar o torneio, sendo seus melhores resultados três vice-campeonatos, em 2001 com o Cruz Azul, 2010 com o Guadalajara e 2015 com o Tigres. 

Premiação da CONMEBOL LIBERTADORES

O campeão da Libertadores da América de 2023 embolsará US$ 18 milhões, aproximadamente R$ 94 milhões.

Curiosidades da Libertadores da América

A CONMEBOL Libertadores possui mais de 60 anos de vida, tempo o suficiente para agregar inúmeras histórias interessantes. Descubra algumas curiosidades sobre este torneio tão importante para o futebol da América do Sul. 

  • O Brasil é o país com mais times campeões da Libertadores. Foram 10 clubes que mostraram a competência necessária para levantar a taça mais cobiçada das Américas. Em seguida vem a Argentina, com 8 representantes; 
  • O Corinthians foi o primeiro campeão invicto no formato com 14 jogos;
  • Apenas 8 pessoas foram campeãs da Libertadores da América como jogador e técnico. É o caso dos Argentinos Humberto Maschio, Roberto Ferreiro, José Omar Pastoriza, Nery Pupido e Marcelo Gallardo, e dos uruguaios Luis Cubilla e Juan Martín Mujica. Renato Gaúcho é o único representante brasileiro, campeão em 1983 como jogador e em 2017 como técnico, ambas pelo Grêmio.
  • A maior goleada na história da Libertadores aconteceu em 1970, no duelo Peñarol 11 x 2 Valencia, da Venezuela. 
  • A taça original pesa 10,025, tem 99 centímetros de altura e é feita de prata esterlina. 
  • O Bahia foi o primeiro representante brasileiro na história da Libertadores da América.
  • O primeiro campeão foi o Peñarol, em 1960. Em segundo lugar, ficou o Olimpia, do Paraguai.

Aprende Junto 

É hora de conhecer o Aprende Junto, a plataforma de ensino exclusiva do Joga Junto, que vai te ensinar a apostar de maneira mais estratégica. 

Quer saber mais? Acesse

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *