Quanto custa o ingresso para o GP do Brasil? 

Quanto custa o ingresso para o GP do Brasil?

Se você sempre quis saber quanto custa o ingresso para o GP do Brasil, então chegou ao lugar certo.  

Tradicional GP do circuito internacional da Fórmula 1, o GP de Interlagos tem uma longa história para contar. Palco de cenas icônicas, decisões de títulos mundiais e polêmicas, a corrida na cidade de São Paulo sempre está no centro das discussões quando o assunto é automobilismo de elite.  

O GP do Brasil também é uma oportunidade única para os amantes da categoria assistirem de perto os seus ídolos. Nomes lendários, como Ayrton Senna, Michael Schumacher e Lewis Hamilton, já passaram por lá e tiveram vitórias lendárias e inesquecíveis.  

Mas, afinal, quanto custa assistir ao vivo uma corrida no GP de Interlagos? 

Quando começou o GP do Brasil?

Antes de descobrir quanto custa o ingresso para o GP do Brasil, vamos contar um pouco sobre a sua história.  

Os Primeiros Anos

O Autódromo de Interlagos foi fundado em 1940. Porém, a história dele com o Grande Prêmio do Brasil na Fórmula 1 remonta a 1973, quando a corrida foi realizada pela primeira vez no circuito paulista. Desde então, o circuito passou por várias modificações, mas manteve sua característica única e desafiadora, com curvas elevadas e retas emocionantes. 

Uma das edições mais memoráveis ocorreu em 1975, quando o piloto local Emerson Fittipaldi conquistou uma vitória emocionante sob chuva torrencial. A multidão enlouqueceu enquanto Fittipaldi deslizava pela pista escorregadia para cruzar a linha de chegada, marcando um momento histórico para o automobilismo brasileiro. 

A partir de 1981, com o fechamento de Interlagos para reformas, o GP do Brasil começou a ser disputado na cidade do Rio de Janeiro, mais precisamente no Autódromo de Jacarepaguá. A cidade maravilhosa, então, logo passou a ser sede definitiva do evento, algo que durou até o ano de 1989. 

Em 1990, a FIA determinou a volta do GP para Interlagos, já que em São Paulo havia mais apelo popular do que no Rio de Janeiro. Já na capital paulista, Senna, que nunca antes havia vencido o GP do Brasil no Rio de Janeiro, venceu logo no ano seguinte, em 1991. 

Desde então, o GP de Interlagos é a sede definitiva da Fórmula 1 no Brasil, tendo recebido o evento desde 1990 de forma ininterrupta, com exceção de 2020, quando a corrida foi cancelada devido a pandemia da COVID-19.  

Nome do Autódromo de Interlagos

O Autódromo de Interlagos leva o nome de José Carlos Pace, lendário piloto brasileiro falecido aos 32 anos de idade, no ano de 1977. José Carlos Pace foi vencedor do quarto Grande Prêmio do Brasil, em 1975, além de ter sido um dos poucos brasileiros a conseguir subir ao pódio da lendária 24 horas de Le Mans.  

A Era Senna

A década de 1980 e início dos anos 1990 foram dominados por um nome que se tornaria uma lenda da Fórmula 1: Ayrton Senna. O piloto brasileiro conquistou três vitórias em Interlagos a partir dos anos 90, incluindo a lendária corrida de 1991, onde Senna superou dificuldades mecânicas e a pressão de uma multidão apaixonada para vencer em casa. 

Mas talvez a corrida mais icônica tenha sido o GP do Brasil de 1993, quando Senna, pilotando uma McLaren inferior em relação aos rivais, fez uma largada brilhante e superou todos os obstáculos climáticos e técnicos para conquistar sua sexta vitória no Brasil. Essa corrida é lembrada como uma das maiores exibições de habilidade na história da Fórmula 1

Mudanças de Cenário e Novos Heróis

À medida que os anos avançaram, o Grande Prêmio do Brasil testemunhou diferentes vencedores e mudanças no cenário da Fórmula 1. Pilotos como Michael Schumacher, Fernando Alonso e Sebastian Vettel deixaram sua marca em Interlagos com vitórias e performances impressionantes. 

Uma das edições mais emocionantes ocorreu em 2008, quando Felipe Massa parecia destinado a se tornar o primeiro piloto brasileiro a vencer em casa desde Senna. Massa de fato venceu a corrida, porém, para a tristeza dos torcedores, o inglês Lewis Hamilton ultrapassou Timo Glock no final e garantiu os pontos que faltavam para ficar com o campeonato.  

Afinal, quanto custa o ingresso para o GP do Brasil?

O GP de Interlagos é dividido por setores, e cada um deles possui um preço diferente. O ingresso mais barato comercializado é de R$395, valor referente à meia entrada do Setor G. Já o ingresso mais caro encontrado dá direito ao Grand Prix Club, área vip do autódromo. O valor? R$16.320.  

Confira abaixo a tabela de preços: 

  • Setor A: R$595 a meia e R$1.190 a inteira. 
  • Setor B: R$3.980. 
  • Setor D: R$3.590. 
  • Setor G: R$395 a meia e R$790 a inteira. 
  • Setor H: R$1.050 a meia e R$2.100 a inteira 
  • Setor M: R$1.325 a meia e R$2.650 a inteira. 
  • Setor R: R$775 a meia e R$1550 a inteira. 
  • Orange Tree Club: R$6.300. 
  • Pit Stop Club: R$8.400. 
  • Grand Prix Club: R$16.320. 

Esses valores foram apurados até o dia 30 de agosto de 2023, para a corrida deste ano.  

Quando acontece o GP do Brasil 2023?

Agora que você já sabe quanto custa o ingresso para o GP do Brasil, chegou a hora de ficar por dentro da data do evento. 

O GP de Interlagos é um dos últimos do calendário da F1 e acontece tradicionalmente nos fins de ano. Em 2023, o evento está marcado para o dia 15 de novembro, um domingo, às 14 horas do horário de Brasília. 

Todavia, os fãs que comprarem os ingressos podem acompanhar as emoções da pista desde sexta-feira, dia em que ocorre o treino livre e a prova classificatória para o domingo. Já no sábado, os espectadores acompanham a corrida sprint, que já começa a somar pontos para os corredores.  

Aprende Junto    

Gostou de descobrir quanto custa o ingresso para o GP do Brasil? 
 
Então é hora de descobrir muitas outras coisas no Aprende Junto, a plataforma de ensino exclusiva do Joga Junto, que vai te ensinar a apostar de maneira mais estratégica.    

Quer saber mais? Acesse!