O que esperar de River Plate e Boca Juniors na Libertadores de 2023?

Eles são extremamente temidos pelos clubes do continente e são sempre 

sinal de ameaça. Boca e River, os dois grandes bichos-papões da Libertadores, somam 10 títulos juntos e costumam fazer grandes campanhas na competição. 

Com o domínio dos brasileiros nos últimos anos, a aura de terror que envolvia os dois times parece ter dado uma diminuída: o River, por exemplo, perdeu a final para o Flamengo em 2019, e o Boca caiu para um Corinthians irregular no ano passado.

Ainda assim, Boca e River nunca estão mortos, e a qualquer momento podem surpreender na Libertadores. O que será que podemos esperar deles na competição deste ano? 

O que esperar do Boca Juniors na Libertadores? 

Faz relativamente algum tempo que o Boca não faz uma grande campanha na Libertadores. O time chegou à final em 2018, na polêmica final contra o River Plate, quando perdeu para o Boca na cidade de Madri. 

O clube enfrenta uma crise desde a saída do técnico Hugo Ibarra no fim de março. Recentemente, o time contratou Jorge Almirón para comandar o time, mas a irregularidade parece perseguir o Boca. A sorte dos xeneizes é o fraco grupo em que se encontram, com Colo-Colo, Monagas, da Venezuela, com quem não saiu do zero na primeira rodada, e Deportivo Pereira, da Colômbia. 

O que esperar do River Plate na Libertadores?

Marcello Gallardo, o lendário técnico dos millonarios, saiu do comando do River após 14 anos de serviços prestados ao time. Demichelis, ex-jogador do River, é o atual treinador do time, que parece ter dado um bom prosseguimento ao trabalho anterior. 

O time se reforçou com a volta de Nacho Fernández, e ainda manteve bons nomes no elenco, como Enzo Pérez e o goleiro Armani. O River, pelo menos na teoria, entra melhor que o seu rival Boca na competição, e deve ir mais longe. 

O único problema é que o River caiu no “grupo da morte”, com Fluminense, The Strongest, de quem perdeu o primeiro jogo na Bolívia, e Sporting Cristal, do Peru. Um grupo realmente difícil, mas os argentinos tem totais condições de deixá-lo para trás.

Aposte no Joga Junto

Gostou desse conteúdo? Então aproveite e visite o Joga Junto e se divirta com apostas esportivas, jogos de cassino e muito mais. Joga Junto, nossa aposta é você!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *