Fim de uma era: Champions sem Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar

Champions sem Messi, CR7 e Neymar

É difícil imaginar uma Champions sem Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar. Ainda assim, a realidade se mostrou soberana, e o que antes era só imaginação se tornou fato concreto. Após mais de 20 anos, o torneio não contará com nenhum jogador do lendário trio formado pelos melhores jogadores da geração. Isso não acontecia desde a temporada 2001/02, quando nenhum dos três esteve presente na competição. 

A partir da temporada 2002/03, tudo mudou. Cristiano Ronaldo, ainda muito jovem, estreou pelo Sporting contra a Inter de Milão, em jogo válido pela fase de pré-Champions. Na temporada 2004/05, foi a vez do argentino Lionel Messi estrear na competição de clubes europeus. Já Neymar, na temporada 2013/14, foi o último a debutar no torneio. 

Desde então, não houve uma edição de UCL em que não houvesse ao menos um deles desfilando o seu talento em campo. Nesta temporada, porém, uma nova realidade se impôs. Cristiano Ronaldo e Neymar foram seduzidos pelo futebol árabe e seus números exorbitantes, enquanto Messi se encantou pela ideia de jogar no tranquilo futebol dos Estados Unidos, deixando os fãs da Champions órfãos de seus principais ídolos contemporâneos. 

Champions sem Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar

Essa é a primeira vez que nenhum jogador do trio estará presente na competição em 21 anos de maravilhas, belos lances e gols inesquecíveis. Embora já fizesse uns bons anos sem que nenhum dos três levantasse a tão cobiçada taça – a última vez foi Cristiano Ronaldo, na temporada 17/18 -, a mera presença de jogadores deste calibre já era motivo suficiente para os amantes do bom futebol ligarem a televisão. 

Ainda que a competição tenha inúmeros outros atrativos, entre eles a participação de jogadores do calibre de Vinícius Jr., Mbappé e Haaland, é fato de que a ausência de CR7, Messi e Neymar vai ser muito sentida pelos seus admiradores. 

Abaixo, vamos relembrar um pouco da trajetória de Cristiano Ronaldo, Messi e Neymar na Champions League. 

Cristiano Ronaldo na UCL

Cristiano estreou a sua trajetória na Champions em 2002, saindo do banco para enfrentar a Inter de Milão, em partida válida pela fase pré-Champions. O time de Lisboa acabou ficando de fora da competição após empate no primeiro jogo e derrota no segundo, mas aqueles duelos marcaram o início de um casamento bem-sucedido que duraria anos. 

O primeiro jogo do português na fase de grupos da Champions League ocorreria no ano seguinte, já contratado pelo Manchester United, em vitória por 2×1 em cima do Stuttgart. O primeiro título, porém, demoraria alguns anos para chegar. Foi somente na temporada 2007/08, ao ser peça chave dos Red Devils comandado pelo genial Sir Alex Ferguson, que Cristiano conseguiu, pela primeira vez, levantar a tão sonhada taça da UCL. 

Depois de fazer história com o time de Manchester e ser eleito o melhor jogador do mundo, Cristiano se transferiu para o Real Madrid, em 2009. Foi no gigante espanhol que o craque português escreveu os mais belos capítulos de sua trajetória esportiva na Champions League, conquistando mais 4 títulos e alcançando diversos recordes, como o de maior artilheiro da história da competição. 

Depois de passar quase dez anos no Real Madrid, Cristiano foi em busca de novos desafios, rumando, desta vez, para a Juventus. Por lá, apesar de grandes jogos e gols magníficos, não conseguiu chegar à conquista máxima almejada em suas três temporadas na Itália. O craque, por fim, voltou à Manchester para uma última temporada na UCL, também sem sucesso. 

Em 2023, Cristiano Ronaldo terminou a sua história na Champions com 140 gols marcados em 183 jogos. Atualmente, o craque, de 38 anos, joga no Al-Nassr, da Arábia Saudita.

Messi na UCL

Lionel Messi fez a sua estreia na Champions League em 2004, na derrota para o Shakhtar Donetsk por 2×0. Ainda com a camisa 30, o argentino era então uma jovem promessa, reserva da equipe que tinha Deco, Ronaldinho e Samuel Eto’o como principais estrelas. 

O primeiro título de Lionel viria cedo, logo na temporada seguinte, em 2005/06. Ainda reserva, o jovem Messi participou de 6 jogos daquela campanha, contribuindo com 1 gol e 2 assistências. 

Na temporada 2008/09, foi a vez de Leo assumir o protagonismo do time catalão e começar uma trajetória vitoriosa na UCL, conquistando o seu segundo título em pouco tempo de carreira. Messi levantaria ainda mais dois títulos com a camisa do Barcelona: um na temporada 2010/11 e outro na temporada 2014/15, ao lado de Neymar e Suárez. 

Em 2021, depois de uma carreira brilhante no Barcelona, Messi se juntou ao estrelado PSG, mas não conseguiu ajudar Neymar e Mbappé a levar a taça para a França. 

Neymar na UCL

Neymar foi contratado pelo Barcelona cercado de grande expectativa. Afinal, o jogador despontou no futebol brasileiro como um cometa, encantando todo o mundo. 

Foi na temporada 2013/14 que o craque estreou com a camisa blaugrana pela Champions League, na vitória por 4×0 em cima do Ajax. Embora tenha contribuído com assistências, Neymar só balançou as redes em seu sexto jogo, com um hat-trick em cima do Celtic. 

A partir daí, Neymar desencantou de vez, atingindo ótimos números e entregando atuações de gala. Na temporada 2014/15, ao lado de Messi e Suárez, Neymar se sagrou campeão da UCL pela primeira e única vez, sendo um dos artilheiros da competição. 

Pelo PSG, Neymar ainda chegou em mais uma final, na temporada 2019/20, mas foi derrotado pelo Bayern de Munique por 1×0. 

Bônus No Seu Primeiro Depósito Joga Junto

Pior do que a Champions sem Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar, é você ficar sem o seu bônus especial no Joga Junto.

Veja as condições do nosso SUPER BÔNUS DE 1º DEPÓSITO:

  • Depositou de R$ 30 a R$ 100, ganhou +100%  
  • Depositou de R$ 101 a R$ 300, ganhou +125%  
  • Depositou de R$ 301 a R$ 500, ganhou +150%  
  • Depositou mais de R$ 500, ganhou R$ 750  

Não fique de fora! Entre agora no Joga Junto, faça o seu primeiro depósito e garanta o seu bônus!