Brasileirão: Por que o Palmeiras e o Santos ganharam títulos no FAX

Desde que o futebol foi criado, polêmicas envolvendo títulos, regras e regulamentos fazem parte da história do esporte. Com a unificação dos títulos, Palmeiras e Santos passaram a ter mais conquistas em suas histórias. Entenda!

Desde que o futebol foi criado, polêmicas envolvendo títulos, regras e regulamentos fazem parte da história do esporte. No Brasil, não é diferente. O Campeonato Brasileiro, principal competição de futebol do país, já foi palco de diversas controvérsias ao longo dos anos. Uma delas é a forma como Palmeiras e Santos ganharam títulos por “fax”. 

A unificação dos títulos da Taça Brasil e da Taça Roberto Gomes Pedrosa 

Em 2010, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) unificou os títulos da Taça Brasil e da Taça Roberto Gomes Pedrosa, e reconheceu os torneios nacionais entre 1959 e 1970 como Campeonatos Brasileiros. Antes disso, esses torneios eram considerados competições à parte. 

Com a unificação dos títulos, Palmeiras e Santos passaram a ter mais conquistas em suas histórias. O Palmeiras, que até 2010 era considerado tetracampeão, se tornou octacampeão brasileiro. Já o Santos, que antes tinha cinco títulos nacionais, passou a ter oito. 

A polêmica envolvendo a unificação dos títulos 

A unificação dos títulos da Taça Brasil e da Taça Roberto Gomes Pedrosa não foi unanimidade. Alguns clubes, como Flamengo e Internacional, questionaram a decisão da CBF, afirmando que os torneios eram diferentes e, portanto, não poderiam ser considerados como uma única competição. 

Mesmo assim, a unificação dos títulos foi mantida, e Palmeiras e Santos se tornaram ainda mais vitoriosos em suas histórias. E mesmo com as polêmicas, é inegável que essas conquistas ajudaram a construir a grandeza desses clubes. 

Mas afinal, por que a unificação de títulos demorou tanto tempo para acontecer? 

Segundo especialistas, isso se deve a uma série de fatores, como a falta de padronização dos campeonatos na época, que eram organizados por federações estaduais. Além disso, houve uma resistência da própria CBF em unificar os títulos, já que a entidade não organizava os torneios naquela época. 

Com a unificação, o Brasil passou a ter uma lista oficial de campeões brasileiros desde 1959, ano em que a Taça Brasil foi criada como um torneio nacional de clubes. Na época, apenas os campeões estaduais tinham direito a participar da competição. Já o Torneio Roberto Gomes Pedrosa foi criado em 1967 como uma competição nacional de clubes, com participação de times não apenas dos estados, mas de regiões do país. 

Os torneios foram disputados até 1970, quando foi criado o Campeonato Brasileiro de Futebol, que desde então é organizado pela CBF e reúne os principais clubes do país. Desde então, a competição já teve diversos formatos e modificações em sua fórmula, mas segue como o principal campeonato de futebol do Brasil. 

Veja a lista completa dos maiores campeões por quantidade de títulos já após o fax: 

Palmeiras: 11 títulos 

Santos: 8 títulos 

Flamengo: 8 títulos 

Corinthians: 7 títulos 

São Paulo: 6 títulos 

Cruzeiro: 4 títulos 

Fluminense: 4 títulos 

Vasco: 4 títulos 

Internacional: 3 títulos 

Atlético Mineiro: 2 títulos 

Grêmio: 2 títulos 

Botafogo: 2 títulos 

Bahia: 2 títulos 

Aposte no Joga Junto

Gostou desse conteúdo? Então aproveite e visite o Joga Junto e se divirta com apostas esportivas, jogos de cassino e muito mais. Joga Junto, nossa aposta é você!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *