5 times que surpreenderam  

É clichê, mas a frase “futebol é uma caixinha de surpresas” é realmente verdadeira. Mesmo sendo times pequenos, supreenderam em campo! Venha conferir 5 times que separamos para vocês.

É clichê, mas a frase “futebol é uma caixinha de surpresas” é realmente verdadeira. Embora na maior parte das vezes os favoritos levem a melhor, é bastante comum ver times com menos tradição ou orçamento surpreenderem o mundo do futebol.  

Vamos ver 5 casos que provam isso?  

São Caetano  

Quem vê o São Caetano hoje – ou não vê -, sumido do cenário nacional e indo a leilão, não imagina como o time teve uma linda história entre o final dos anos 90 e início dos anos 2000. 

Organizado e forte, o Azulão foi crescendo no cenário estadual e posteriormente no nacional, conquistando dois vice-campeonatos seguidos do Brasileirão, em 2000 e 2001.  

Em 2002, com um bom time formado por grandes jogadores, como Somália e Marcos Senna, chegou a final da Libertadores da América, eliminando times tradicionais, como Peñarol e Universidad Católica. Na final, perdeu para o Olimpia do Paraguai, mas o time ficou para sempre marcado na história como um dos times mais surpreendentes do futebol brasileiro.  

Paulista de Jundiaí  

O time comandado por Vagner Mancini também surpreendeu o país em 2005. Com um time ajeitado, o time do interior paulista fez uma bela campanha para vencer a Copa do Brasil.  

Na competição, o Paulista eliminou gigantes, como Botafogo, Cruzeiro e Internacional. Na final, encarou o Fluminense em dois jogos: na ida, em casa, fez um excelente resultado ao vencer o tricolor por 2×0. Na volta, em São Januário, segurou o 0x0 para levar para casa o maior troféu de sua história.  

Leicester City 

Geralmente, os times menores conseguem surpreender em competições de mata-mata, já que, por serem de tiro curto, necessitam de menor material humano e uma regularidade que só um grande elenco pode oferecer.  

Não foi o caso do Leicester City, que venceu a Premier League, o campeonato nacional da Inglaterra, disputado ao longo da temporada inteira em 38 rodadas.  

Com 23 vitórias, 12 empates e só 3 derrotas, o Leicester superou a má temporada do ano anterior, quando quase foi rebaixado, para derrubar gigantes e vencer um dos campeonatos mais difíceis do mundo.  

Costa Rica 
 

A Copa do Mundo é terreno fértil para times surpreenderem. A Costa Rica é um dos maiores exemplos disso.  

Antes do início do mundial, a Costa Rica de Jorge Luis Pinto já era dada como eliminada por ter caído no grupo da morte ao lado de 3 países campeões mundiais: Itália, Uruguai e Inglaterra.  

Surpreendendo 10 entre 10 espectadores de futebol, a Costa Rica terminou a primeira fase na liderança do grupo, com 7 pontos, depois de vencer Uruguai, Itália e empatar sem gols com a Inglaterra.  

El Mata Gigantes, como ficou conhecida, foi cair só nas quartas de final, ao perder – nos pênaltis, vale dizer – para a Holanda. A Costa Rica pode não ter ganhado a Copa, mas sobreviver no grupo mais difícil e ter terminado a Copa de forma invicta é mais do que suficiente para fazer parte desta lista.  

Chapecoense 

A Chape teve uma ascensão meteórica no cenário nacional, avançando da série D para a A em 4 anos, entre 2009 a 2013.  

Em 2016, o time atingiu o seu auge, ao fazer uma brilhante campanha na Sul-americana daquele ano. Eliminando grandes times, como Junior Barranquilla, San Lorenzo e Independiente, o Verdão do Oeste chegou à final para disputar o título contra o Atlético Nacional, da Colômbia.  

Infelizmente, um grave acidente de avião, que vitimou a maior parte dos jogadores, além de jornalistas e membros da comissão técnica, interrompeu vidas e a caminhada de sucesso da equipe. O jogo final obviamente nunca aconteceu, mas, a pedido do Atlético Nacional, o título ficou com a Chape.  

Aposte no Joga Junto

Gostou desse conteúdo? Então aproveite e visite o Joga Junto e se divirta com apostas esportivas, jogos de cassino e muito mais. Joga Junto, nossa aposta é você!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *